quinta-feira, 1 de agosto de 2013

A função da Música

Sendo estritamente humana ou não, a Música evoluiu lado a lado com o homem, de forma tal que em certos casos, ela serviu como representação e referencia de uma etnia. Isso porque cada povo estabelece sua cultura peculiar e é consenso entre os estudiosos que nenhum clã evoluiu sem desenvolver sua música.
Na música moderna os objetivos são distintos, sendo os mais comuns: expressão religiosa (rituais de louvor, sacrifico, apelação), folclóricas (como apologia à própria cultura), entretenimento (romantismo, humor, reflexão intelectual, protesto), publicidade (propagandas), cerimoniais (militar, fúnebre, etc.).
Independentemente do objetivo, a busca por excelência de uma criação musical é fazer arte e, por conseguinte, manifestar beleza. Quando um roqueiro faz uso de sons estridentes e batidas desconcertantes – método rústico e agressivo aos padrões normais –, ele busca o sucesso e agradar pelo menos uma determinada platéia (ninguém compõe contra si próprio). Essa anarquia, a arte de ser contra a arte, não anula o desejo de se dar bem, de acordo com o que se pensa ser o “bem”. É fazer feio por acreditar que o “feio” é o bonito.
É bem verdade que o objetivo comercial do capitalismo corrente tem surrupiado em parte o objetivo sentimental das composições. É na base do “compor o que é vendável” - muitas vezes, sem a menor preocupação moral com o que se compõe e executa - , ao contrário de “criar o que se sente”. Todavia, é essa diversidade das funções que proporciona novas possibilidades e torna a Música ainda mais abrangente. Por outro lado, é uma alternativa profissional direcionada a vários segmentos, como compositores, intérpretes, produtores de eventos, vendedores e divulgadores de mídias (discos e afins), etc.
Mais adiante, faremos uma abordagem mais aprofundada sobre a função musical para o conceito espiritual.
Aproveitando o ensejo, segue abaixo um vídeo com Ennio Morricone regendo sua orquestra em dois atos: "Gabriel's Oboe" (tema do filme "A Missão") - que considero uma das melodias mais lindas que já ouvi até hoje (senão exatamente a mais bela) - e "Cinema Paradiso".